Instituições pedem criação da Secretaria de Direitos Humanos

June 30, 2017

 

Trinta instituições sociais de Barretos querem a criação da Secretaria de Direitos Humanos. Os pedidos, por meio de ofícios foram entregues segunda-feira (26), ao prefeito Guilherme Ávila (PSDB), em seu gabinete, no Paço Municipal. Trata-se de entidades sociais, conselhos e lideranças, que atuam no combate a violência contra mulher, diversidade sexual e gênero, igualdade racial, pessoas com deficiência, inclusão social e classes profissionais.

 "Manifestamos publicamente favorável e solicitamos apoio acerca de mobilização para criação e estruturação de órgão municipal administrativo de defesa dos direitos humanos e cidadania, que reúna atribuições e atenção na promoção e fortalecimento às políticas públicas para segmentos sociais historicamente vulneráveis, com ênfase à igualdade Racial, Mulheres, Gênero e Diversidade e Pessoa com Deficiência" - é o teor do ofício da Faculdade Doutor Paulo Prata, que é assinado pelo professor doutor Flávio Mavignier Cárcano, coordenador do curso de medicina.

“A Pastoral da Mulher Marginalizada da Diocese de Barretos solicita "a criação de organismo de política pública para fortalecer a defesa da mulher, tendo em vista a falta deste organismo em nosso município, que muito poderia contribuir para o nosso trabalho" - ressalta Nivalda Duarte Menezes, que assina ofício pela Pastoral da Mulher Marginalizada.

Elisa Lucas Rodrigues, coordenadora estadual de Políticas para a População Negra e Indígena, sugere por meio de ofício, a criação e estruturação de órgão administrativo de defesa dos Direitos Humanos e Cidadania, que reúna atribuições para o fortalecimento de políticas publicas para segmentos como Mulheres, LGBT, idosos, pessoas com deficiência e negros.

O presidente do COMIR (Conselho Municipal de Igualdade Racial) e diretor do Aruanda Brasil, Francisco Salviano de Miranda, o popular "Tico", enfatiza a necessidade do órgão de direitos humanos, para o fortalecimento das classes sociais e a defesa do cidadão. "“É um pedido da sociedade. A criação deste organismo é fundamental para o trabalho que a instituições desenvolvem. Por isto nossa mobilização para que seja criado" - frisa. "“É um órgão que possa nos representar e alicerçar nosso trabalho" - observa o vereador Paulo Roberto Rocha dos Santos (PSDB), o "Betinho da Comunidade", do Instituto Rosentino Bispo.

"A criação de um órgão que represente todas as classes é muito importante para a Cidade. Estamos pedindo a sua criação para que possa desenvolver o trabalho social e caminhe junto com as instituições." - reforça Nivalda Duarte Menezes.

Participaram ainda da reunião representantes do Centro Espírita Cabana de Luz, Terreiro Baiano do João do Coco, Associação Espírita Cabloca Iracema, Futebol de Salão Feminino de Barretos, Casa de Convivência Mariano Dias, Instituto Pro Família, Associação Amigos de Vila Nogueira, Associação Cultural Vale do Rio Grande, COMIR (Conselho Municipal de Igualdade Social) e Faculdade Barretos.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black

    Gostou da leitura? Então compartilhe

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com