Barretos dobra número de demissões em novembro


Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego apontam aumento do número de demissões em Barretos, em novembro, comparado aos índices do ano passado. Assim como o município de Franca, Barretos fechou o mês de novembro com mais do que o dobro de demissões na comparação com o ano passado. Somados os resultados, os municípios fecharam com um déficit de 578 oportunidades, aproximadamente a metade do resultado registrado um ano antes. Com retrospecto negativo, Barretos registrou 322 demissões, mais do que o dobro (com alta de 135,03%) das vagas fechadas em 2016. O déficit foi obtido principalmente em função das baixas em serviços, que fechou com 172 vagas a menos, e indústria, com baixa de 101 empregos formais. Construção civil, comércio e agropecuária também apresentaram resultados negativos, respectivamente de 19, 23 e 7 demissões. A geração de empregos em Barretos está prevista em um projeto de lei aprovado pela Câmara que autoriza o Executivo a arcar com o valor do aluguel para empresas novas ou que se transferirem para Barretos e que criem, no mínimo, mil empregos para moradores do município.

Leis aprovadas asseguram o equilíbrio financeiro e estimulam a geração de empregos

A adequação das finanças municipais para o fechamento do ano fiscal e o estímulo ao crescimento, com a geração de empregos em Barretos, estão entre as medidas previstas em alguns dos projetos de Lei ou de Lei Complementar enviados pelo Executivo e aprovados em sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Barretos, nesta segunda quinzena de desembro. Entre as medidas de estímulo à geração de empregos, os vereadores aprovaram o projeto de Lei Complementar 54, que autoriza o Executivo a arcar com o valor do aluguel para empresas novas ou que se transferirem para Barretos e que criem, no mínimo, mil empregos para moradores do município. Proposto no início do ano, o texto foi adequado de forma a garantir a sua constitucionalidade. Outros três projetos de Lei, 151, 154 e 161, determinam a doação de áreas no Distrito Industrial II para a instalação de empresas, permitindo que elas ampliem sua capacidade de produção e gerem mais empregos. A melhoria da infraestrutura na educação, no esporte e na cultura também foi contemplada por projetos que autorizam a utilização de créditos para a ampliação do Cemart (Centro Municipal de Artes) e para a construção de quadras escolares cobertas, com vestiários, nas avenidas João Cavalini e Paulo Castor Gomes. Já os servidores do IPMB (Instituto de Previdência do Município de Barretos), através do projeto de Lei 140, passaram a ter direito a cesta básica de alimentos e produtos de higiene, como os demais servidores municipais.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black

    Gostou da leitura? Então compartilhe

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com