Farmacêuticos orientam sobre uso racional de medicamentos


No Estado de São Paulo, metade dos casos de intoxicação ocorre por uso indevido de medicamentos. O problema também é grave em âmbito nacional, onde são registradas duas intoxicações a cada hora pelo mesmo motivo. Ambos os dados são do Sistema Nacional de Informações Tóxico- Farmacológicas da Fundação Oswaldo Cruz (Sinitox-Fiocruz). O Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos, 5 de maio, foi criado para conscientizar a população quanto aos riscos à saúde que podem ser causados pela automedicação e pelo uso indiscriminado e sem orientação de medicamentos. O farmacêutico é o profissional de saúde mais acessível e capacitado que a população pode recorrer para tirar dúvidas sobre prescrições ou sobre o uso de medicamentos. Para enfatizar a importância do uso racional de medicamentos, o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP) promoverá uma ação de conscientização, orientação e serviços de saúde, na Praça Francisco Barreto, neste sábado, 5 de maio. A população que passar pelo local terá acesso gratuito a diversos serviços como a orientação farmacêutica sobre o uso de medicamentos e aferição de pressão arterial (hipertensão), gratuitamente, no período entre 9 e 12 horas. O conceito de uso racional de medicamentos é simples e importante. O medicamento, para fazer o efeito desejado, deve sempre ser prescrito para o paciente por um profissional de saúde habilitado; deve ser usado de acordo com o indicado na prescrição; nos horários corretos, na quantidade receitada e no período de tempo recomendado. Se o paciente tiver alguma dúvida sobre o uso do medicamento ou sobre a prescrição, o farmacêutico pode e deve ser consultado.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black