Missa e documentário sobre o padre André Bortolameotti será neste domingo na Igreja do Rosário


Para fazer memória aos oito anos do falecimento do Padre André Botolameotti, a Paróquia Santuário Nossa Senhora do Rosário de Barretos, preparou para este domingo (28), uma missa que será presidida pelo bispo diocesano, dom Milton Kenan Júnior, e a exibição do documentário italiano sobre a vida do sacerdote que está no processo de canonização. O padre faleceu na madrugada do dia 28 de outubro de 2010, na UTI do Hospital Beneficência Portuguesa, em São José do Rio Preto. Padre André sofria de problemas no coração, pulmões e rins. A missa, que será transmitida ao vivo pela Rede Vida, será celebrada às 19 horas. Em seguida, será exibido o documentário “Um santo viveu entre nós”, uma produção italiana de Mediaomnia Produzioni Televisive, que conta a vida e a trajetória de padre André. Segundo o pároco e reitor do santuário, padre Costante Gualdi, o filme é quase todo em português, já que uma equipe da produtora gravou no Brasil a maioria dos depoimentos. “O objetivo do documentário é propagar a vida do padre André, especialmente na Itália, de onde é natural e pouco conhecido, já que passou a maior parte de sua vida em missão no Brasil”, explicou o sacerdote. O título do documentário, “Um santo viveu entre nós” faz menção a uma faixa que foi feita por leigos e leigas que já tinham o padre André, em vida, como exemplo de santidade. Essa faixa esteve à frente do carro funerário que transladou o corpo do presbítero da Catedral Divino Espírito Santo até ao santuário, onde foi sepultado. CANONIZAÇÃO Em 8 de julho de 2016, dom Milton recebeu da Cúria Romana o “nihil obstat” para a abertura do processo de canonização do padre. No dia 8 de setembro do mesmo ano foi instalado o tribunal que conduz o processo da causa. No momento, o tribunal faz o levantamento histórico da vida de padre André e ouve testemunhos de pessoas que conviveram com ele para enviar à Congregação da Causa dos Santos, no Vaticano. Terminado esse processo, o candidato à canonização deixa de ser Servo de Deus e passa a ser considerado Venerável. Para haver a beatificação é necessário que haja um milagre comprovado por intercessão do padre. A terceira e última parte do processo é a comprovação de outro milagre ocorrido após a beatificação e, assim, há a canonização e o novo Santo passa a ser cultuado pela Igreja Católica em todo o mundo. VIDA Padre André nasceu em Vigolo Vattaro, no norte da Itália, aos 22 de dezembro de 1919. Foi ordenado presbítero em 29 de junho de 1943. No ano de 1967, veio ao Brasil com a missão de abrir uma casa da Congregação de Jesus Sacerdote, da qual fazia parte, em São Paulo. No ano de 1975, regressou à Itália e voltou para o Brasil em 1984, para assumir como pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Barretos, função que exerceu até o ano de 1999, passando depois a vigário paroquial até a sua morte.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black

    Gostou da leitura? Então compartilhe

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com