Cremesp quer exame de revalidação do diploma de médicos formados no exterior

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) emitiu nota, ratificando o apoio irrestrito ao exame de revalidação do diploma de médicos brasileiros ou estrangeiros formados em universidades do exterior (Revalida). Condição fundamental para o exercício da boa Medicina no país, a entidade aponta que “essa avaliação deve ser aprimorada e não preterida, como atualmente é, pelo programa Mais Médicos do Governo Federal”. O Cremesp aponta ainda que “além de colocar em risco a saúde da população atendida, ao permitir a atuação de médicos formados no exterior sem avaliar seu conhecimento, o Mais Médicos não garante uma de suas premissas básicas: superar a carência de profissionais qualificados nas regiões mais periféricas do Brasil”. “Mais que a questão da distribuição geográfica de profissionais, o Cremesp defende a qualidade na assistência médica”, diz a nota. “Por isso, reiteramos também apoio a ações permanentes e criteriosas de avaliação de alunos e instituições de ensino no Brasil. Um exame com abrangência nacional, de forma seriada e que permita aferir o nível desses futuros profissionais ainda na graduação”, reforça e encerra a nota da entidade.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black

    Gostou da leitura? Então compartilhe

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com