Defesa Civil alerta autoridades sobre risco crescente na interdição da rua 24


O secretário municipal de Proteção e Defesa Civil de Barretos, Manoel Messias Santos Neto, protocolou no Ministério Público, na Defensoria Pública e na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Barretos), documento oficial alertando as autoridades sobre o risco crescente na região da rua 24, entre as avenidas 11 e 13, interditado desde novembro de 2011 (Foto: Arquivo). O trecho, que tem obras anti-enchentes paralisadas por ordem judicial, apresenta grande erosão no ponto sobre o córrego que ali passa. A obra chamada Fundo de Vale foi paralisada naquele trecho em decorrência de processo movido por um morador, que teve seu imóvel desapropriado e não concordou com o valor da desapropriação. O secretário questiona no documento, quais serão os responsáveis no caso de acidentes no local. “Aquela região, hoje, oferece perigo real aos barretenses. A interdição foi feita para que ninguém passasse pela rua, que vem desmoronando cada vez mais com essas fortes chuvas. A cada dia que passa a paralisação da obra deixa o local mais perigoso e encarece a sua retomada. Até o muro do prédio do CPP ali instalado está correndo risco de desabamento, por isso, estou questionando as autoridades sobre quem vai se responsabilizar no caso de um acidente”, explicou Manoel Messias.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black

    Gostou da leitura? Então compartilhe

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com