top of page

R$ 100 milhões para recuperar mais de 260 km da rede de água e esgoto de Barretos


Em entrevista coletiva na última terça (7), a superintendente do SAAE, Graça Lemos, anunciou o início de um trabalho para recadastrar toda a rede de distribuição de água da cidade, desde os poços artesianos até as residências da população.

A autarquia estima um gasto de R$ 100 milhões para recuperar toda a rede de água e esgoto da cidade e trabalha na elaboração de projetos buscas de recursos para viabilizar o serviço, que deverá ser concluído somente nas próximas administrações municipais.

“A rede de água em Barretos, principalmente na área central, é muito antiga, com mais de 70 anos de uso. Calculamos hoje a necessidade de trocar mais de 260 quilômetros de encanamento para normalizar a situação, o que envolve grandes investimentos. Temos muita água, o problema é que a rede não suporta muita pressão e acaba estourando”, informou Graça Lemos.

Com todos os problemas que estão sendo catalogados por engenheiros e técnicos da autarquia, a saída para enfrentar o problema de distribuição é reduzir a pressão na vazão dos poços artesianos, para manter o fornecimento, de forma a não prejudicar ou “prejudicar o menos possível a população que precisa receber a água em suas residências”.

“Temos o dever de prestar contas para a população, porque não temos condições financeiras atuais para solucionar o problema com mais rapidez. Então, vamos continuar trabalhando em etapas, para atender da melhor maneira a população e manter o fornecimento necessário”, justificou Graça Lemos.

Commentaires


Edição da Semana
Edição da Semana
chamada_pdf.jpg
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
bottom of page