Vereadores anunciam economia de R$ 1,9 milhão no Orçamento da Câmara para 2022

É a primeira vez que o Poder Legislativo diminui os gastos de um ano para o outro


A prefeita Paula Lemos recebeu, na última terça-feira (20), o presidente da Câmara Municipal de Barretos, vereador Paulo Correa, para receber o documento com a previsão de despesas do Poder Legislativo para o ano de 2022.

O encontro foi acompanhado pelos vereadores Bodinho, Lupa, Rodrigo Malaman, Raphael Silvério e Ângelo Tegami.

De acordo com o Art. 29-A da Constituição Federal, o orçamento da Câmara para 2022 poderia chegar a R$ 17.948.000,00. Porém, após uma redução dos investimentos em infraestrutura, congelamento de salários por conta da pandemia e digitalização de processos legislativos, o valor será reduzido para R$ 16 milhões, sendo possível a diminuição de R$ 1,9 milhão no orçamento.

A prefeita Paula Lemos, por meio de amplo diálogo com os vereadores, assumiu o compromisso de possibilitar que cada vereador proponha emendas ao orçamento de até R$ 58 mil cada um para o orçamento de 2022.

“Demonstra a capacidade de construir pontes e promover amplo diálogo com todos os poderes. Além disso, este diálogo permite com que o investimento público chegue às pessoas que mais precisam, a quem dedicamos cada minuto do nosso governo”, afirmou a prefeita.

ENTENDA

Anualmente, até o mês de abril, os órgãos da administração municipal (secretarias, SAAEB, Instituto de Previdência e Câmara) precisam encaminhar ao Poder Executivo uma previsão de gastos para o ano seguinte. Esses dados são organizados para compor as três peças do orçamento do município:

- PPA (Plano Plurianual) – a cada quatro anos com validade pelos próximos 4 anos;

- LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) – anualmente com validade para os próximos 3 anos;

- LOA (Lei Orçamentária Anual) – anual a ser aprovada até a última sessão ordinária do parlamento, em dezembro.

PPA e LDO serão debatidos pelos vereadores e a população por meio de audiência pública no mês de maio e precisam ser aprovadas até 30 de junho. Já a LOA é debatida em audiência pública no mês de outubro e precisa ser aprovada pelos vereadores até 31 de dezembro.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black