Vinte e sete focos de incêndio foram combatidos pela equipe da Defesa Civil desde o início do ano


A equipe da Defesa Civil combateu mais um incêndio de grandes proporções que ocorreu no fundo dos bairros Idê Daher e Baptista Ananias, ao lado do Mais Parque. Na ação foram utilizadas bombas costais e a tradicional “Maria Louca”.

Os bombeiros municipais conseguiram controlar o fogo, contando com o apoio dos bombeiros militares, da Secretaria Municipal de Obras e também de usinas que disponibilizaram caminhões-pipas.

A falta de chuvas, comum neste período do ano, aumenta os riscos de ocorrência de incêndios em matas e terrenos. O fogo em áreas de vegetação urbana pode causar danos graves na flora, fauna e degradar o solo. Pode também causar interrupção no transporte público, na distribuição de energia elétrica e nas redes de comunicação.

Na maioria das vezes, as queimadas urbanas são resultado de ações humanas irregulares. Apesar de ser crime ambiental, a prática tem sido cada vez mais comum na cidade, situação que vem causando preocupação.

De janeiro até o início de agosto foram registrados 27 focos de incêndio entre intervenções urbanas, rurais e florestais.

Com isso, a Defesa Civil alerta sobre o perigo das queimadas, principalmente nessa época de estiagem. No caso de ocorrências, a população pode colaborar informando os focos através do telefone 99186-7572.

“É um período com diversas ocorrências relacionadas ao fogo urbano. É importante a população colaborar com as autoridades e, em casos de incêndio ou fumaça, acionar de imediato o Corpo de Bombeiros e/ou a Defesa Civil do município”, explica o secretário da Defesa Civil, Elson dos Santos.

De acordo com o secretário Elson, “é muito importante que as pessoas evitem colocar fogo seja em lixos, entulhos ou terrenos, pois essas ações configuram crime ambiental, tanto por prejudicar o meio ambiente, quanto pelos danos causados à saúde e riscos à população devido à proximidade de residências”, salientou.

Entre os principais fatores que contribuem para a incidência de queimadas estão a queima de lixo, bitucas de cigarro no chão e o descarte incorreto de garrafas de vidro, por exemplo, que quando descartado em vegetação seca, passa pelo processo de combustão ocasionando o fogo.

Edição da Semana
Edição da Semana
Procurar por Tags
Nenhum tag.
Siga o Jornal A Cidade
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black